O anúncio do governo federal sobre o novo RG digital, no final de fevereiro, deixou as pessoas cheias de dúvidas sobre como vai funcionar essa nova identidade, o que vai constar no documento, como fazer para tirar o novo registro, quem precisa alterar o RG e por aí vai.

Além disso, vimos alguns usuários que ingressaram no nosso aplicativo do MeuID, confundindo a nossa identidade digital com o novo RG.

Para tirar todas essas dúvidas e resolver as suas questões, criamos este texto completo. Confira a seguir!

Leia também: Identidade e documento: qual é a diferença?

O que é o novo RG digital?

Também conhecido como Documento Nacional de Identificação (DNI), o novo RG ou RG digital nada mais é do que um novo modelo de carteira de identidade nacional. Este documento será emitido para todos os brasileiros, padronizando o antigo Registro Geral que era feito por cada estado de forma diferente. 

Esse novo documento também pretende unificar os diversos documentos em um só. Por isso, será usado o número do Cadastro Nacional de Pessoa Física (CPF) como identificação única dos cidadãos, integrando RG, PIS/Pasep, Carteira de Motorista, Certidão de Nascimento e Título de Eleitor.

Assim, quando você conseguir emitir o seu novo documento digital, você poderá usá-lo no lugar do RG atual e não terá a necessidade de apresentar a sua versão impressa.

Vale lembrar, no entanto, que, segundo o governo federal, o novo modelo de identidade não irá substituir nenhum outro tipo de documento em vigor, mas somente a identidade. Um exemplo disso é a CNH, que continuará a ser requisitada, pois possui outras finalidades diferentes do RG.

Como funcionará a emissão do novo documento?

A emissão desse novo RG digital será totalmente gratuita. Segundo o decreto do governo, os documentos continuarão a ser emitidos pelos órgãos estaduais, mas com o padrão nacional. 

Para as pessoas pedirem o DNI, é fundamental ter um cadastro biométrico junto à Justiça Eleitoral. Caso você ainda não tenha, deve comparecer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) mais próximo de sua casa e realizar o cadastramento. Depois disso, é possível baixar o aplicativo do governo relativo ao documento nacional de identidade e gerar sua identificação.

O pedido da nova identidade poderá ser feito de modo gradual por cada estado, mas será completamente liberado para toda a população, a partir de fevereiro de 2023. 

Veja um passo a passo de como fazer:

  • Cadastramento na Justiça Eleitoral feito;
  • Baixe o aplicativo para Android ou iOS, que ainda não está disponível para download;
  • Realização do pré-cadastro no app;
  • Comparecimento presencial a um dos postos de atendimento recomendado pelo aplicativo;
  • Validação dos dados biométricos a partir da análise da impressão digital e das fotografias do requerente, no posto de atendimento;
  • Com tudo confirmado, a pessoa pode gerar o DNI em seu aparelho.

Leia também: Como saber qual o órgão emissor da identidade?

Quais as vantagens do RG digital?

Na prática, a identificação nacional traz inúmeros benefícios. Em primeiro lugar, os cidadãos terão sua vida facilitada e simplificada, já que precisam carregar apenas um documento ao invés de vários, e também necessitam decorar menos números.

Mas, além disso, uma vantagem muito importante para os cidadãos, órgãos públicos e empresas privadas é a prevenção de eventuais tentativas de fraudes dos documentos.

Inclusive, para aumentar a segurança do RG digital, todos os dados são protegidos com criptografia. E, em cada acesso à plataforma da identidade, é exibido um QR Code, registrando as datas e horários em que o documento foi aberto.

Portanto, os impactos são positivos para a população com benefícios, como:

  • Acesso facilitado a serviços públicos;
  • Realização de prova de vida digital no INSS;
  • Identificação do cidadão para obtenção de benefícios sociais e adesão a programas do governo federal;
  • Aumento da segurança contra falsificação e fraudes da identidade;
  • União de diversos documentos em um só lugar;
  • Inclusão de nome social sem precisar alterar o registro civil;
  • Entre outros.

Leia também: Qual a validade dos documentos pessoais? 

Mas e o que acontece com o RG atual? Ele perde a validade?

O RG atual ainda permanecerá aceito pelo prazo de 10 anos para a população de 12 a 59 anos. Então, passado esse tempo, você deve fazer o novo RG digital. Quem tem acima de 60, não precisa se preocupar com isso, pois o documento não perderá a validade e não necessita de troca.

Já para a faixa etária de crianças até 11 anos, a validade é de 5 anos.

E onde entra o MeuID nesse cenário?

O MeuID é a primeira identidade digital do Brasil. Um aplicativo em que os brasileiros podem inserir seus principais e mais importantes documentos, de forma segura e validada. Isso quer dizer que o aplicativo faz uma validação de identidade para garantir que aquelas informações são mesmo da pessoa que está fazendo o cadastro.

No entanto, diferentemente do RG digital ou DNI, o aplicativo não é uma iniciativa do governo federal e sim foi desenvolvido pela idwall, uma startup referência em prevenção a fraudes, compliance e onboarding digital.

Na identidade digital do MeuID, todos os dados (RG, CPF e/ou CNH) que você compartilha são validados dentro do app para garantir que você é você mesmo. Para isso, usamos tecnologias de OCR (reconhecimento ótico de caracteres), biometria facial, background check e documentoscopia. 

Depois de verificado e aprovado, você pode aproveitar para usufruir de todos os benefícios do MeuID. Além de armazenar sua identidade digitalmente, apresentar quando for necessário e poder entrar em lugares usando o app, você consegue acessar os serviços disponíveis em nosso marketplace com muito mais facilidade.

Até mesmo serviços normalmente muito burocráticos, como simular um empréstimo pessoal, ficam mais fáceis quando você utiliza o MeuID, já que é possível eliminar a necessidade de cadastros longos e cansativos.

Leia mais: Para que serve o MeuID?

E as funcionalidades do MeuID não param por aí. Uma vez que você ainda pode compartilhar suas informações de forma 100% segura, descobrir se o seu CPF está regular e verificar se os seus dados já sofreram algum vazamento.

Então, não perca mais tempo! Baixe ou acesse o MeuID agora mesmo para aproveitar todos os benefícios do app.

Autor

Deixe um comentário