É comum que as pessoas não saibam a relevância de validar documentos. Afinal, a princípio, pode parecer algo que não faz diferença na rotina, não traz vantagens e nem gera impactos negativos.

Mas a verdade é que a validação de documentos, seja o RH, CPF ou CNH, pode ser uma ferramenta importante para que os consumidores tenham maior segurança no uso de suas informações, comprovando sua autenticidade e evitando sofrerem golpes e fraudes. 

Assim, é possível consultar e contratar serviços, realizar compras e outras transações, tudo de forma protegida.

Para se ter uma noção dos riscos enfrentados atualmente, muitos fraudadores roubam os dados presentes em documentos e identidades das pessoas para por exemplo:

  • Passar-se por elas;
  • Obter empréstimos;
  • Fazer compras indevidas;
  • Criar cartões de crédito;
  • Entre outras atividades envolvidas com falsificação de documentos.

No entanto, as práticas vão muito além, com a venda das informações na internet para outros golpistas.

Existem sites operados por cibercriminosos que vendem dados por R$ 200, segundo divulgou a Folha de São Paulo. Outra pesquisa feita pela Refinaria de Dados revelou que a busca por informações pessoais e bancárias de brasileiros na chamada dark web cresceu 108% durante a pandemia.

Então, a seguir, entenda os principais motivos para validar documentos e descubra como funciona esse processo.

Leia também: Como proteger seus dados na internet

Mas o que é essa validação de documentos?

Já comentamos um pouco sobre as consequências que podem ocorrer com as fraudes em documentos. E, olha, que, em média, a cada 8 segundos, os brasileiros sofrem uma tentativa de fraude, de acordo com levantamento da Serasa. 

Pois bem, neste cenário, validar documentos pode ajudar a reduzir esses problemas. Porém, é normal que surjam dúvidas sobre o que é esse processo na realidade. 

De forma simples, podemos dizer que é um procedimento de segurança para confirmar que as informações contidas nos documentos dos clientes ou usuários são autênticas e fidedignas.

Então, com a verificação dos dados e de que a pessoa usando o documento é ela mesma, ela tem um documento digital validado e autenticado, facilitando seu relacionamento com empresas e serviços, entre outros benefícios.

Que problemas em potencial a validação de documentos identifica?

Cada vez mais, crescem os riscos de golpes e fraudes aos consumidores. Você pode, por exemplo, receber uma mensagem supostamente do seu banco, pedindo para confirmar seus dados, ou um e-mail para clicar em determinado link, sendo que, na verdade, você será redirecionado e terá suas informações roubadas.

Até mesmo a perda de um documento na rua pode ser usada por indivíduos mal intencionados para abrir contas ou obter empréstimo no seu nome. Já pensou chegar em casa e descobrir que fizeram compras no seu nome. Ninguém quer isso, não é mesmo?

Ou seja, para diminuir a chance de que tudo isso aconteça, validar documentos é a melhor saída. Até porque evita uma série de problemas em potencial, como por exemplo:

  • Indivíduo que tenta usar os dados de outra pessoa ou inserir em algum cadastro, mas não tem o documento em mãos;
  • Indivíduo que tenta utilizar os dados de um documento roubado ou perdido, mesmo sem ser a pessoa;
  • Pessoa que tenta usar uma foto ou imagem para se passar por outro em uma validação de documento com identificação por câmera;
  • Entre outros.

Além dessas questões muito relacionadas a fraudes, a validação de documentos também permite ao usuário descobrir se o seu CPF está irregular, por exemplo.

Leia também: Golpes com o FGTS e os problemas da falta de validação de identidade

5 principais motivos para validar documentos

Fica claro que, ao validar documentos, você consegue reduzir os riscos de golpes e fraudes usando seus dados. Mas se você ainda não sabe se vale a pena fazer a verificação e autenticação dos documentos e identidades, confira as principais razões para isso e o que você ganha com esse processo.

Não ser vítima de fraude

Quando acontece um golpe contra a sua pessoa, você tem uma baita dor de cabeça para provar que não era você pedindo um empréstimo ou um cartão de crédito, por exemplo. Então, como diz o ditado: ‘é melhor prevenir do que remediar’. Ao fazer a validação dos documentos, você diminui o risco de fraudes, além de evitar um cadastro falso ou com dados errados.

Confirmar a identidade das pessoas e originalidade dos documentos

Aliado ao fato de reduzir fraude, você pode também garantir maior proteção dos dados, com a confirmação de que os documentos são originais e que você é a mesma pessoa presente na foto da identificação.

Armazenar e compartilhar documentos com segurança

Validar documentos é o início do processo para que, com os papéis confirmados, você possa armazená-los em um ambiente protegido, assim como compartilhá-los com total segurança com quem você quiser. Também é possível armazenar diferentes documentos, como RG, CPF e CNH no mesmo lugar.

Leia também: Como compartilhar seus documentos com segurança

Ter uma identidade digital

Com a validação, também é possível que as pessoas tenham uma identidade digital. Uma vez que o documento está verificado, comprovado e armazenado, com leitura dos dados contidos nele e autenticação da foto do usuário. Assim, inclusive, você nem precisa levar seu documento de papel, bastando sua identificação digital.

Acessar lugares e adquirir serviços

Com uma identificação digital proporcionada pela validação, as pessoas podem acessar diversos espaços físicos que utilizam aquela identidade. Sem contar que é possível pesquisar, consultar e até adquirir alguns serviços, como crédito pessoal, por exemplo, em locais que aceitam essa forma de identificação.

Como validar documentos com MeuID

Primeira identidade digital do Brasil, o MeuID oferece um ambiente seguro para você guardar e compartilhar seus documentos, podendo usufruir de diversos serviços e benefícios. Para isso, é realizado um processo de validar documentos de forma ágil e eficiente.

Após um cadastro simples e rápido, o aplicativo captura os dados do seu RG, CPF ou CNH a partir da foto do documento, verifica a originalidade dele e se as informações são válidas. Na sequência, por meio de uma foto do seu rosto, o MeuID faz uma autenticação de identidade para confirmar que o documento pertence a você mesmo.

A partir daí, com a validação concluída, você pode utilizar o app sempre que precisar:

  • Apresentar algum documento;
  • Consultar se o seu CPF está regular na Receita Federal;
  • Verificar se seus dados estiveram envolvidos em vazamentos;
  • Acessar nosso marketplace facilmente, com serviços de parceiros como linhas de crédito, empréstimos, seguros, assistência médica online e outros;
  • Compartilhar seus documentos, utilizando a ferramenta de compartilhamento seguro, em que você cria um link de compartilhamento, com senha, limite de acesso e tempo que as informações ficam disponíveis, além de uma marca d’água de proteção. 

Com toda essa validação, você tem um maior controle sobre seus documentos, reduz os riscos de fraudes e pode aproveitar essas vantagens. 

Ainda não é um usuário do MeuID? Baixe agora mesmo o aplicativo!

Autor

Deixe um comentário