Cerca de 6 milhões de brasileiros pediram empréstimo durante a pandemia. Os dados são da Pnad Covid 19, pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Fazer um empréstimo foi a solução encontrada por milhões de brasileiros que foram demitidos ou afastados do trabalho no período. 

O maior problema de fazer um empréstimo nessas condições é a falta de planejamento. Nesse tipo de situação, as pessoas não conseguem se organizar antecipadamente, mas precisam lidar com as contas que não param de chegar. Por isso recorrem aos empréstimos. Em outros casos, no entanto, o empréstimo pessoal pode ser uma boa opção. 

Neste artigo, você vai ver quais são as situações em que um empréstimo pessoal é interessante. Confira!

Antes de fazer um empréstimo pessoal

Uma regra básica de finanças pessoais é evitar ao máximo fazer um empréstimo pessoal. O brasileiro não tem o perfil de se planejar financeiramente, por isso contrata empréstimos com frequência para quitar dívidas. Esse tipo de comportamento é prejudicial e pode levar a pessoa a contrair dívidas cada vez maiores. 

No entanto, com um planejamento, feito de forma estratégica, com o foco em algum objetivo, o empréstimo pode ser a melhor alternativa. 

Antes de procurar um empréstimo pessoal, você deve se atentar para as cobranças que serão embutidas no valor. Juros, IOF, seguros, tributos e outras despesas são adicionadas ao parcelamento. Algumas taxas podem ser cobradas de acordo com o prazo de pagamento e outras são adicionadas em caso de atraso.

5 situações em que fazer um empréstimo pessoal pode ser a melhor opção

Abertura de um negócio

A pandemia causou muitos desempregos, mas também estimulou a procura por profissionais autônomos e freelancers. Motivados pelas demissões e sem alternativa de trabalho, os brasileiros estão abrindo empresas para conseguir se manter. Nesses casos, algumas pessoas usam o saldo do FGTS e outras optam por buscar um empréstimo.

O empréstimo pode ser feito para a compra ou troca de equipamentos, sistemas, investimento em materiais etc. Antes de contratar, um plano de negócios é fundamental para direcionar os recursos e planejar o retorno financeiro necessário para quitar a dívida.

Financiamento estudantil

O investimento em um curso é um caminho para quem quer crescer na carreira e incrementar a renda. Em muitos casos, o profissional não tem recursos próprios para pagar o curso, por isso recorre a um empréstimo. 

Existem algumas linhas de crédito indicadas para o financiamento de estudos, mas também é possível fazer um empréstimo pessoal para isso. É preciso avaliar qual opção tem as melhores taxas e prazos de pagamento.

Pagamento de dívidas

Como falamos no início, utilizar um empréstimo como solução para as dívidas é uma atitude que exige cautela. Na maioria dos casos, esse não é o melhor caminho para se tomar. Porém, existem algumas situações em que o empréstimo pode ser uma boa alternativa.

Por exemplo, você tem uma dívida – ou algumas – com juros altos, que crescem diariamente, como é o caso do cheque especial. Um empréstimo com taxas menores pode ser a solução para quitar as contas. Assim, você fica apenas com o parcelamento do empréstimo. Antes de contratar o empréstimo, tente negociar com os credores. 

Evitar os juros do cartão de crédito e do cheque especial

O cheque especial e o cartão de crédito estão entre as principais causas de endividamento dos brasileiros. Os juros desses produtos financeiros podem ultrapassar 300% ao ano, fazendo com que o usuário não encontre formas de quitar sua dívida. 

Algumas opções de empréstimo oferecem taxas bem menores, por isso são usadas como alternativa por quem quer se livrar da conta. Porém, o empréstimo deve ser uma opção, nesses casos, apenas para quem já está com uma dívida de cheque especial e já tentou negociar com a financeira, mas não teve sucesso.

Limpar o nome na praça

Ter o nome negativado é um impeditivo para quem quer abrir um novo negócio ou pretende ter um bom relacionamento com as instituições financeiras. Além disso, causa muito constrangimento para o brasileiro.

Se você quer quitar todas as dívidas que tem no mercado e limpar o seu nome bem rápido, o empréstimo pessoal é uma alternativa. Você paga todas as dívidas e fica apenas com o parcelamento do empréstimo para pagar. 

Antes de fazer isso, avalie as taxas de juros do empréstimo para garantir que não vai sair com uma dívida ainda maior. Faça um levantamento das suas contas fixas para não sofrer um impacto em seu orçamento. Depois, organize suas finanças e evite fazer novas contas. 

Quer fazer uma simulação de empréstimo, saber quanto consegue contratar, quais as condições de pagamento e os juros disponíveis para o seu perfil? Acesse o MeuID, vá na aba de serviços e faça uma simulação em nossos parceiros. Veja como é fácil fazer um empréstimo online!

Avatar
Autor

Deixe um comentário