O número de brasileiros com CPF irregular na Receita Federal é expressivo. Entre 2017 e 2018, a quantidade de pessoas com pendências no documento aumentou de 12 mil para 77 mil, apenas em São Paulo. Mas como saber se o CPF está irregular?

Muitas pessoas só identificam irregularidades no CPF quando precisam utilizar o documento. Foi o que aconteceu em 2020 com milhares de brasileiros, que precisavam receber o auxílio emergencial, benefício concedido pelo Governo Federal, durante a pandemia. Se você não faz ideia de como saber se o CPF está irregular, confira este artigo!

O que é um CPF irregular?

CPF irregular é quando o documento está com alguma restrição na Receita Federal. O órgão conta com algumas classificações para determinar quando um CPF está irregular. Veja quais são abaixo:

  • CPF suspenso: acontece quando as informações de cadastro do contribuinte estão incompletas ou erradas, como nome, data de nascimento, nome da mãe ou Título Eleitoral. Por isso, quando um cidadão deixa de votar, e não justifica, seu CPF fica irregular; 
  • CPF cancelado: existem alguns motivos para o cancelamento de um CPF. O mais comum é a perda ou roubo do documento e também na geração de um CPF repetido;
  • CPF nulo: o documento é anulado quando é identificada uma fraude em sua inscrição;  
  • CPF de titular falecido: outro tipo de irregularidade no CPF é a notificação de falecimento do contribuinte. A partir desse momento, o documento passa a constar como titular falecido;
  • CPF pendente de regularização: nesse caso, o contribuinte deixou de entregar uma declaração do Imposto de Renda em algum momento dos últimos 5 anos.

Estar com o CPF irregular impede que o cidadão exerça algumas atividades, além disso a pessoa perde os acessos a benefícios e serviços.

Com o CPF irregular o brasileiro é impedido de

  • abrir conta em bancos ou solicitar um cartão de crédito;
  • fazer empréstimos ou financiamentos;
  • solicitar a emissão de um passaporte;
  • ser nomeado para cargos públicos;
  • dar entrada e receber aposentadoria;
  • comprar, vender ou alugar imóveis;
  • receber prêmios de loterias;
  • entre outros.

Uma dúvida muito comum é se CPF irregular é o mesmo que estar com o nome sujo (inadimplente). Embora um CPF irregular impeça a pessoa de fazer um cadastro em uma loja e solicitar um crédito, esse status não está vinculado a um débito. Ou seja, quem está com CPF irregular nem sempre está inadimplente.

Dessa forma, basta fazer a regularização na Receita Federal para liberar a utilização do documento. Por outro lado, uma pessoa inadimplente pode abrir uma conta em um banco, mas com o CPF irregular isso não é possível. 

O termo “nome sujo”, refere-se à dívida que o cidadão tem com alguma empresa, por isso está negativado. Nesse caso, a regularização é feita com o pagamento da dívida e diretamente na empresa em que foi contraída. Resumindo, o CPF irregular não está relacionado com dívidas.

Como saber se o CPF está irregular?

Verificar a situação do seu CPF é muito fácil e seguro. No aplicativo MeuID, você consegue acompanhar as informações sobre todos os seus documentos.

O Radar é um dos recursos do aplicativo, onde você consegue fazer uma consulta de CPF em tempo real e sem sair do app. Dessa forma, é possível verificar sua situação cadastral na Receita Federal e evitar irregularidades.

Você pode renovar a sua consulta a cada 7 dias. Assim, garante que seus dados estão atualizados e evita sofrer fraudes com o documento.

A solução também oferece vantagens para as empresas, que precisam fazer validação de identidade a todo o momento. As consultas são feitas de forma automatizada, utilizando recursos de Face Match, Background Check e OCR da idwall.

Além disso, você pode consultar as multas da sua CNH, verificar os débitos em sua CRLV e acompanhar a situação do seu CPF em um só lugar. Baixe o aplicativo MeuID.

Avatar
Autor

Deixe um comentário